Você sabe o que um assessor de imprensa/comunicação faz?

9 de agosto de 2017
admin

Há 15 anos, quando decidi fazer a faculdade de jornalismo, tinha o sonho de trabalhar em um grande veículo de comunicação, como O Estado de S.Paulo ou Folha de S.Paulo. Tinha vontade de questionar políticos sobre corrupção, e apontar coisas erradas encontradas no dia a dia da minha vida cotidiana. Resumidamente falando: eu queria mudar o mundo!

No quarto ano de faculdade, já quase me formando e sem ter feito sequer um estágio na área, descobri  que muitos jornalistas estavam se tornando assessores de imprensa e migrando das redações para grandes agências corporativas. Na época, para mim, assessores de imprensa eram apenas profissionais que ficavam ao lado de um jogador de futebol ou mesmo de uma celebridade na hora de uma entrevista. Eram responsáveis apenas por intermediar o contato com a mídia e a fonte.

Na verdade, de certa forma eu estava certo, mas o papel de um assessor vai muito além do que eu imaginava, e foi apenas quando comecei a trabalhar na área que percebi que praticamente 90% das pessoas desconhecem as funções que um assessor de imprensa executa diariamente, e de que formas ele trabalha para que seus clientes ganhem destaque na imprensa ou em outros meios de comunicação.

Crédito Shutterstock

Crédito Shutterstock

Para esclarecer essas dúvidas, elenquei cinco pontos sobre o que faz um assessor de imprensa*:

(*A função de um assessor de imprensa é bem mais complexa, e acreditamos que hoje ele seja um assessor de comunicação, mas iremos explorar isto nos próximos posts)

  1. Assessor de imprensa faz publicidade paga nos jornais?

R: Como o próprio termo já sugere, quem executa este tipo de função é o profissional de publicidade /marketing que atua diretamente com vários tipos de mídias. Eles negociam o valor de uma publicidade em um jornal, revista, site, TV ou rádio.  Já o assessor de imprensa – apesar de ser uma função bem mais complexa – também representa a empresa junto aos veículos de comunicação, mas somente na mídia espontânea. Ou seja, busca espaço em veículos na parte editorial, que é produzida por jornalistas e não tem custo, e não nos espaços publicitários, que são mídia paga. Dessa forma, ele  cria uma narrativa de comunicação para estreitar o relacionamento com jornalistas e posicionar seus clientes nos veículos de forma espontânea, ou seja, não existe negociação financeira entre as partes. A única exceção é em relação a parcerias mais complexas, como é o caso de alguns influenciadores digitais, que trabalham com o chamado publipost (post pago).

  1.  Assessor de imprensa atua como jornalista e escreve para os veículos de comunicação?

Sim, em termos, mas antes vale a pena mostrar um pouco de história: os jornalistas “roubaram” esta função dos profissionais de relações públicas no final da década de 70, quando diversos veículos de comunicação mandaram embora seus colaboradores. Sem ter opções pra onde ir, começaram a trabalhar nas agências de assessoria de imprensa por ter mais acesso dentro das redações e familiaridade com textos com padrão jornalísticos. Nos dias de hoje, é bem mais comum ter jornalistas como assessores de imprensa do que relações públicas, entretanto independente da formação é o que menos importa , pois muitos priorizam a especialização em determinados assuntos para ter sucesso na área.

Voltando ao cerne principal, uma das tarefas do assessor de imprensa é o desenvolvimento de textos para serem trabalhados com a mídia. Os textos, ao contrário do que muitos imaginam, não são publicitários e sim jornalísticos. São chamados de releases e atuam como um guia de sugestão de pauta. Dependendo do texto, acabam ficando tão bons , que o veículo publica na íntegra, e por conta disso que pessoas acreditam que os assessores escrevem diretamente para veículos.

  1. Por que contratar um assessor de imprensa se minhas vendas online estão indo bem?

Ainda é comum que áreas de marketing e vendas estranhem a chegada de uma agência de assessoria de imprensa dentro da empresa.  Hoje, muitas empresas dão as costas para os profissionais de comunicação por acreditarem que eles não sãoos responsáveis pelo aumento de vendas e faturamento da empresa. Estão certos, uma vez  que quem deve fazer isso a curto prazo é o departamento comercial e de marketing. Entretanto, a assessoria de imprensa pode contribuir, em conjunto com o departamento de marketing, para que o faturamento da empresa cresça a médio e longo prazo.

Pode-se dizer que tanto o departamento de marketing e comunicação (assessoria de imprensa) devem caminhar em paralelo, mas sabendo que algum momento deverão se encontrar. Pode ser tanto no início, na estruturação de uma ação em conjunto, como na parte de divulgação de resultados.  A mídia espontânea servirá para endossar a reputação e a autoridade da marca/cliente junto ao público final. E o marketing será responsável por aproveitar esta chancela para reverter em vendas.

  1. São apenas empresas que podem ter assessoria de imprensa?

Não, quer dizer, depende para quem você fizer esta pergunta. No caso de nossa agência não, mas outras poderão dizer que sim, ou que se você não for um esportista ou celebridade, não terá a mínima chance. Nós, da OC&M, Acreditamos na democratização da comunicação e defendemos que qualquer pessoa deve ter o direito a falar sobre o que entende, principalmente em tempos de internet, tecnologia e influenciadores digitais.

Estas são algumas dúvidas que as pessoas costumam ter em relação a assessoria de imprensa. Caso você tenha mais dúvidas, deixe aqui seu comentário para a gente abrir criar mais um post sobre o assunto.

Obrigado por nos prestigiar.

Abraços e até a próxima!

No comments

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *